segunda-feira, 19 de outubro de 2009

precisaria

Precisaria esvaziar-me desta vida
Pra que pudesse viver em outra dimensão
Precisaria trocar o fado pela calma
Pra que voltasse a viver uma paixão

Precisaria escrever de outra forma
E ter nos versos a melhor rima já falada
Precisaria recomeçar tudo de novo
Pra que pudesse concluir minha jornada

Precisaria não ter falado o que falei
Não ter doado tudo que eu já doei
Pra que pudesse ter na vida esperança

Precisaria nunca ter me entregado
Não ter historia, nem presente, nem passado
Perder da vida, o de mais belo, a lembrança

Nenhum comentário:

Postar um comentário